A Fundação Vera Chaves Barcellos convida todos para o lançamento do documentário “Nervo Óptico, um olhar global na solidão local”. Uma produção Fundação Vera Chaves Barcellos, Flow Films e Ph7 Filmes.

 ”Nervo Óptico, um olhar global na solidão local” é um documentário que trata da atuação do Grupo Nervo Óptico, criado em 1976, em Porto Alegre, que teve como principais objetivos discutir a produção da arte contemporânea, questionar as imposições do mercado e promover a renovação das linguagens. Os componentes do grupo exploraram o caráter experimental da arte, produzindo debates, exposições, intervenções e ações no espaço urbano, com intenso emprego da fotografia. O documentário traz um resgate dessa produção, 40 anos depois, incluindo, além de entrevistas com os artistas integrantes do grupo (Carlos Asp, Carlos Pasquetti, Clovis Dariano, Mara Alvares, Telmo Lanes e Vera Chaves Barcellos), depoimentos de outros artistas e críticos importantes da área.

Para o lançamento, preparamos duas sessões:
>>> 01 DE JULHO | DOMINGO | 16H | Fundação Iberê Camargo: https://www.facebook.com/events/1552212364907829/

>>> 05 DE JULHO | QUINTA-FEIRA | 19H | Goethe-Institut Porto Alegrehttps://www.facebook.com/events/458839844560518/

Após a exibição do documentário, conversa aberta com a pesquisadora Ana Albani.

Todos convidados! Aguardamos vocês!
______________________

Karine Emerich é cineasta, jornalista, especialista em cinema e televisão pela EICTC e em comunicação popular, e trabalha com produção audiovisual há mais de 30 anos. Entre 1991 e 1990 morou em Lisboa e fez criação e direção de programas para televisão, exibidos nos canais RTP, SIC e TVi, através do Núcleo de Projetos Especiais da Panavídeo. Em Porto Alegre, trabalhou na Cooperativa de Vídeo, depois Casanova Filmes, onde coordenou a reformulação da produtora e desenvolveu a área de produção de conteúdo independente. Desde 2007, através da ph7 filmes atua como roteirista, diretora e produtora criativa e parceira de outros autores na concretização de suas ideias fílmicas. Hopi Chapman é proprietário da produtora Flow Filmes em Porto Alegre/RS, desde 2007. Holandês e mestre em Cinema e TV pela Universidade de Amsterdam, atuou na Holanda e no Brasil em vídeos institucionais, comerciais, programas de TV e documentários. Hopi traz para a produtora sua bagagem, desde 1995, experiências diversas, como diretor, diretor de fotografia e montador. Seus documentários já foram exibidos em museus, festivais de cinema em Amsterdam, Porto Alegre, Gramado, São Paulo, Vitória, Campinas e nos canais de televisão SESCTV, Arte1, TV Box Brasil, Canal Curta, TV Justiça e TVE/RS. Atualmente dirige a série documental Culturando, sobre jovens e suas atividades artísticas e culturais, com estreia prevista para o segundo semestre na TV Brasil.

Ana Maria Albani de Carvalho é doutora em Artes Visuais – História, Teoria e Crítica pela UFRGS e professora-pesquisadora junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais e ao Departamento de Artes Visuais da UFRGS, desde 1996. Desde os anos 1990 atua como curadora independente, com exposições realizadas em diversas instituições, como Fundação Iberê Camargo, Santander Cultural, MARGS, MACRS, Pinacoteca do Instituto de Artes da UFRGS, entre públicas e privadas. Destaca-se as mostras “Nervo Óptico 40 anos”, no (Centro Cultural São Paulo, 2016/2017), “Nervo Óptico – Poéticas Visuais (1994), “Espaço N.O. – Expo Documental” (Edital Fumproarte, 1995), “Coleção Rubem Knijinik – Arte Brasileira Contemporânea (MARGS, 2001), “Pedro Escosteguy: Poéticas Visuais (MARGS, 2003), “A Medida do Gesto – um panorama do Acervo do MACRS (MACRS, 2011) e a atuação como consultora geral da mostra “Grão da Imagem – retrospectiva dos 40 anos de trajetória artística de Vera Chaves Barcellos”(Santander Cultural, Porto Alegre, 2007). É autora do livro “Espaço N.O. – Nervo Óptico (Rio de Janeiro, Funarte, 2004), entre outras publicações sobre arte contemporânea. Vive e trabalha em Porto Alegre, RS.